Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

Esta Entidade entende que os acordos internacionais, como o do Mercosul, devem primar pela promoção e o estímulo do fluxo comercial para que auxiliem no desenvolvimento sustentável dos países integrantes. Acredita-se que estes convênios só se sustentam em pilares de reciprocidade e isonomia no tratamento aos operadores.

Os serviços prestados pelo setor de Migrações na Argentina não diferem do efetivado em outros países do Mercosul, onde não existem taxas por estes procedimentos. O setor de transporte opera em dias e horários acordados pelos próprios organismos. Não demanda documentação ou tramitação posterior por tratar-se de migrantes temporários. A "Taxa de Migração para veículos" redunda em um custo adicional para todos os transportadores que operam no Mercosul.

Desde que esta Entidade tomou conhecimento do Decreto da Dirección Nacional de Migraciones N° 959/2016, divulgado em 22 de agosto, comunicando os novos valores, tanto para cargas como para passageiros, a ABTI não mediu esforços na tentativa de evitar a entrada em vigor.

Logo comunicou a Agência Nacional de Transporte Terrestre, ANTT, organismo competente para as tratativas de transporte internacional junto ao Mercosul. O Presidente esteve reunido no Itamaraty, na Divisão do Mercosul e no Ministério da Indústria, Comercio Exterior e Serviços (MDIC), buscando o apoio neste pleito.

A ABTI procurou outras entidades representativas do setor privado, como CNT (Confederação Nacional de Transporte), CIT (Câmara Interamericana de Transporte), FETRANSUL (Federação de Transporte de Cargas de Rio Grande do Sul), FETRANCESC (Federação de Transporte de Cargas de Santa Catarina), FETRANSPAR (Federação de Transporte de Cargas de Paraná), SETCERGS (Sindicato de Empresas de Transporte de Rio Grande do Sul), SETCESP (Sindicato de Empresas de Transporte de São Paulo), entre outras.

Não satisfeita, retornou ao Itamaraty e a Agência Nacional de Transporte Terrestre, que comunicou ao seu par na Argentina a sua preocupação com mais esta assimetria que fere o ATIT. Ainda, agendas em Buenos Aires foram marcadas, como foi divulgado oportunamente, juntamente com a Embaixada do Brasil.

A Fadeeac, Federación Argentina de Entidades Empresarias del Autotransporte de Cargas, acolheu o entendimento desta entidade e uniu forças definindo estratégias para resguardar o tratamento isonômico e recíproco. Uma reunião com o Diretor Nacional de Migrações foi marcada pela Fadeeac para a próxima terça-feira, dia 27, no seu retorno de uma viagem em comitiva presidencial no exterior. Deveremos aguardar o resultado da mesma para tomar outras medidas cabíveis, em conjunto com as demais entidades do Condesul.

Estaremos divulgando maiores informações a respeito do assunto, fique atento! ABTI

Leia Mais
Reunião Preparatória do Art.16

No dia 20 de setembro, o presidente da ABTI Francisco Cardoso, participou da Reunião Preparatória da Comissão de Acompanhamento do Acordo de Alcance Parcial sobre Transporte Internacional Terrestre do Art.16 do ATIT.

O encontro foi conduzido pelos representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, José Altair Gomes Benites, Superintendente de Fiscalização, Noboru Ofugi, Assessor Técnico do Transporte Internacional, Marco Antonio das Neves, Coordenador de Transporte Rodoviário Internacional de Cargas e João Paulo de Souza, Gerente de Fiscalização com a participação da Polícia Rodoviária Federal, Fenseg, NTC&Logítica e Ministério das Relações Exteriores – Itamaraty.

A reunião tratou sobre a proposta de alteração do ATIT, que será apresentada na reunião que ocorrerá nos dias 28, 29 e 30 de setembro em São Paulo, no Hotel Braston Augusta (Rua Augusta, n° 467 - Consolação, próximo à Av. Paulista) com início às 9h. A ABTI e demais entidades estarão presentes com o intuito de contribuir para o desenvolvimento e melhorias entre os países do Mercosul.

Entre as temáticas discutidas, destaca-se a Modificação do Protocolo Adicional sobre Infrações e Sanções, Seguros, Assuntos Migratórios e Aduaneiros, entre outras propostas pendentes de reuniões anteriores.

Leia Mais

Até o dia 23 de setembro, durante a Semana Nacional do Trânsito, o Instituto PARAR, um dos principais centros de capacitação para os gestores de frota do Brasil, vai realizar uma série de ações para mobilizar condutores a refletirem sobre seu papel na construção de um trânsito mais seguro.

A campanha Marcha Zero é inédita e envolve discussões online sobre segurança viária e mobilidade urbana, além de um evento em Londrina, no Dia Mundial Sem Carro, dia 22 de setembro, com a participação especial do Luciano Burti, piloto da Stock Car e comentarista de Fórmula-1 da Rede Globo. "A ideia é criar uma rede de discussão, com ações voltadas para todos os condutores. Vamos realizar uma transmissão ao vivo por dia para provocar reflexões sobre cultura de segurança, comportamento do condutor, modais alternativos de transporte e compartilhamento", explica o líder e fundador do Instituto PARAR, Flavio Tavares.

O mote Marcha Zero é um convite para as pessoas se mobilizarem a atingir meta zero: zero acidentes, zero emissões, zero excesso de velocidade, zero celular no volante, zero bebida e direção. "Mais de 40 mil pessoas morrem todos os anos no trânsito brasileiro e mais de 500 mil ficam inválidas permanentemente. Se nada mudar, em 2018, as chances de morrer no trânsito brasileiro vão superar o perigo de ter sido um soldado americano lutando no Vietnã. Nós precisamos falar sobre esse cenário e repensar nossa atitude no trânsito", destaca Tavares.

Todas as atividades da campanha são gratuitas e os interessados podem efetuar sua inscrição através do site: www.marchazero.com.br. Para o evento presencial, os organizadores pedem que os participantes levem um par de calçado usado em bom estado. As doações serão destinadas a uma instituição de caridade de Londrina.

Também é possível demonstrar o apoio pela causa colocando o símbolo da campanha na foto de perfil do Facebook. Basta clicar aqui: http://twibbon.com/support/marcha-zero.

Confira o cronograma completo de ações:

Carona - Transmissão ao vivo

21 de setembro - 9h às 10h

Bate-papo online com o objetivo de incentivar uma forma mais colaborativa de utilização dos transportes. Em pauta, cases de plataformas que incentivam a carona entre os usuários e também empreendedores que estão rompendo o status quo e transformando a forma como a mobilidade é vista no Brasil.

Dia Mundial Sem Carro

22 de setembro - 15h às 18h

Local: Auditório da Unopar Catuaí (Rod. Celso Garcia Cid, Km 377, s/n - Londrina/PR)

Entrada: Gratuita mediante a doação de um par de calçado usado em bom estado

Dia reservado para debater cultura de segurança e mobilidade urbana com foco integral no condutor.

Programação:

15h00 - Marcha Zero: Qual o seu papel nessa jornada? Com Flavio Tavares, PARAR Leader

15h40 - Cultura de Segurança: A arte de preservar a vida no trânsito, com Luiz Claudio Souza, GolSat

16h20 - A Importância do Motorista Consciente para melhorar o trânsito brasileiro com Luciano Burti, Piloto da Stock Car e comentarista de F-1 da Rede Globo

17h20 - Por que experimentar outros modais? Com Pedro Conte, Coordenador de conteúdo do Instituto PARAR.

Balanço #MarchaZero - Transmissão ao vivo

23 de Setembro - 14h30-15h

Bate-papo online para fazer um balanço da ação e mostrar como as pessoas passaram a explorar os espaços urbanos de uma nova forma.

Fonte: Instituto Parar

Leia Mais

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004