Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

De 19 a 21 de março Brasília foi sede do Workshop Inovar, Capacitar, Avançar, promovido pelo SEST SENAT e pelo mediaX, programa da Universidade de Stanford, dos Estados Unidos, em parceria com a CNT e o ITL.

Durante dois dias e meio, os participantes do workshop assistiram a palestras que apresentaram tendências e metodologias capazes de contribuir para a construção de soluções inovadoras e de novos processos para o setor. Além disso, foram debatidos os principais desafios para que o transporte brasileiro avance e incorpore as transformações sociais, econômicas e tecnológicas atuais.

O diretor do escritório da CNT na Alemanha, Thiago Ramos, abriu o evento apresentando o projeto Um Roadmap para o Transporte, iniciado no ano passado, e que visa desenvolver um plano de ação setorial para o setor de transporte e logística brasileiro. Entre os pontos considerados essenciais, estão a gestão empresarial e o pensamento estratégico, uma vez que, segundo ele, o setor precisa de novas ideias.

O sistema ferroviário brasileiro é um dos exemplos da necessidade de dinamismo frente às tecnologias que surgem em velocidade exponencial. Enquanto a malha nacional ainda precisa de cerca de 30 anos para funcionar em condições favoráveis, especialistas começam a falar na tecnologia do hyperloop, sistema de transporte de alta velocidade que corre por meio de um tubo de baixa pressão.

A diretora-executiva do mediaX, Martha Russel, destacou o uso das tecnologias para a direção automática ou autônoma, com investimento no capital humano nesse processo. Segundo ela, as tecnologias são fabricadas para que as pessoas as utilizem a fim de compreender os desafios futuros.

Os aprendizados e as dinâmicas desenvolvidas durante o evento deverão ser multiplicados pelos participantes, no âmbito das organizações e dos segmentos que representam, de modo que todo o transporte busque promover a transformação e a inovação.

A gerente executiva da ABTI, Gladys Vinci participou do Workshop e destaca a importância das novas tecnologias para o setor, no entanto, afirma que o mesmo ainda encontra dificuldades em relação a pessoas qualificadas e que vejam o setor como atrativos para ingressar.

O workshop integra as atividades decorrentes da adesão do SEST SENAT ao mediaX, programa da Universidade de Stanford que promove parcerias setoriais e acadêmicas para analisar o impacto das tecnologias sobre a sociedade.

 

fabe7e5a d91f 4380 8a73 496666a0a969

 

fc9a27bb 73ea 4887 8408 8817e2ba7b4d

Leia Mais

O Programa Portal Único de Comércio Exterior é uma iniciativa de governo centrada na transparência e na eficiência dos processos de importação, exportação, carga e trânsito aduaneiro. Com a sua implementação, busca-se estabelecer processos harmonizados e integrados entre todos os intervenientes públicos e privados no comércio exterior, com redução dos custos e do tempo dispendidos na realização das operações de comércio exterior.

O Projeto Portal Único de Comércio Exterior busca promover a simplificação e racionalização dos procedimentos com a integração da nota fiscal eletrônica e demais sistemas da Receita Federal do Brasil, paralelos as atividades de licenciamento e despacho. As operações realizadas até o momento por meio do novo processo, baseado na Declaração Única de Exportação – DUE – apresentaram o tempo médio de 6 dias, entre o registro da declaração e o embarque da mercadoria, ante os 13 dias do antigo processo.

As inovações estão sendo apresentadas gradualmente e de forma progressiva, até que todas as funcionalidades estejam disponíveis na plataforma do Portal Único de Comércio Exterior, possibilitando a utilização dos sistemas legados de registro e análise de declarações de exportação.

A finalização do projeto de implantação do Novo Processo de Exportação se aproxima, e em virtude disto informamos que a previsão para o desligamento dos sistemas legados de exportação seguirá o seguinte cronograma:

Fase Previsão para desligamento Plano de Ação
1 16/04/2018 Desativação dos códigos de natureza de operação "PF COM COBERTURA CAMBIAL" e "PJ COM COBERTURA CAMBIAL" para o registro de Declaração Simplificada de Exportação no “Siscomex Exportação Grande Porte”.
2 07/05/2018 Desativação da função de registro de declarações de exportação a posteriori no “Siscomex Exportação Grande Porte” para todos os modais
3 04/06/2018 Desativação progressiva dos códigos de enquadramento das operações de exportação do sistema NOVOEX
5 02/07/2018 Desativação total dos códigos de enquadramento de operações de exportação do sistema NOVOEX.
6 Set/2018

Desligamento dos sistemas “Siscomex Exportação Web” e “Siscomex Exportação grande porte” para o registro de todas as declarações de exportação.

Todas as declarações de exportação deverão ser registradas por meio do Portal Único de Comércio Exterior a partir dessa data.

 

Em decorrência do desligamento previsto para o dia 02/07/2018, e do sistema "Siscomex Exportação Web", previsto para setembro/2018, ressaltamos a importância de todos estarem credenciados para operar no DE-web e no DU-e, visto que a migração para o novo processo está disponível desde março de 2017.

Nos próximos dias estaremos divulgando novos treinamentos para DU-e. Dúvidas ou dificuldades no credenciamento devem ser enviadas através dos e-mails: marketing@abti.org.br ou imprensa@abti.org.br que iremos tratar do tema.

 

 

Leia Mais
Processo com excesso de peso

A Multilog reforça a sistemática de bloqueio de processos com excesso de peso para fiscalização da ANTT, baseado na resolução MERCOSUL/GMC/RES. Nº 65/08 ACORDO SOBRE PESOS E DIMENSÕES PARA VEÍCULOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS E CARGAS - art. 7º, instruído em decreto 7282/2010 da Presidência da República. Exceção determinada no item 1.1 da ata da XXXII REUNIÃO BILATERAL BRASIL-PARAGUAI de 2011 que trata do transporte de cargas entre os dois países.

O decreto determina 48,5t de peso bruto para transporte entre Brasil e Paraguai e 45t para transporte com outros países do Mercosul. Os veículos que excederem os pesos acima descritos, serão imediatamente bloqueados na saída. A concessionária recebe todas as manhãs, até às 9h30min a relação com todos os veículos que venham a exceder o peso.

Não são utilizados critérios de tolerância para o bloqueio, conforme orientação da ANTT, e qualquer tolerância somente poderá ser avaliada pelo Servidor do órgão.

Leia Mais

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004