Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Delegacia da Receita Federal em Foz do Iguaçu, desde o dia 16 de setembro, os caminhões que adentram ao Porto Seco de Foz do Iguaçu contam com mais 150 vagas que foram disponibilizadas, de forma emergencial, para atender o aumento de fluxo de caminhões nesta região de tríplice fronteira. Dessa forma, o recinto passou de 700 vagas para 850 vagas disponíveis.

O recinto aduaneiro de Foz do Iguaçu é o porto seco rodoviário de maior movimentação de cargas em toda a América Latina, sendo que opera com a mesma estrutura há pelo menos sete anos. Todavia, nos últimos três meses, uma série de fatores contribuíram para que o espaço físico não comportasse mais o fluxo de cargas, fazendo com que o número de vagas disponível não fosse suficiente para atender a demanda.

Podem ser citados como fatores que contribuíram para esse aumento no fluxo de caminhões: o crescimento da demanda nacional por órgãos produzidos nos países vizinhos; o fornecimento de insumos agrícolas (fertilizantes) para o Paraguai em razão do plantio de nova safra; além da infraestrutura dos portos secos dos países vizinhos que acabaram fazendo com que os caminhões permaneçam mais tempo no recinto alfandegado brasileiro.

No ano de 2015 a média mensal de caminhões que transitaram pelo Porto Seco de Foz do Iguaçu foi de 12.200 caminhões. Nos meses de junho a agosto de 2016, essa média aumentou para 16.950 caminhões. O aumento de 21% no número de vagas vem justamente para atender esse maior fluxo de cargas no comércio internacional.

Além dessa medida, a Receita Federal informa que está disponível o regime de despacho a posteriori na exportação, previsto na Instrução Normativa SRF n° 28/1994, que possibilita a liberação do caminhão previamente ao registro da declaração aduaneira. Os operadores que tenham interesse poderão obter mais informações com as equipes da Receita Federal no Porto Seco e na sede da Delegacia.

Destacamos que o novo pátio já conta com câmeras de segurança, iluminação e cerca para demarcação do local. Desde o dia 16, (última sexta-feira) até hoje, as 600 senhas que estavam na espera já foram atendidas, desta forma contribuindo para agilização da fronteira de Foz do Iguaçu.

A entidade parabeniza o Delegado da DRF, Chefe da Receita Federal no porto seco e a administração da concessionária Elog Logística pela excelente iniciativa e trabalho desenvolvido.

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004