Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

A diretora executiva da ABTI, Gladys Vinci, participou na tarde de ontem de uma reunião com o procurador do Ministério Público Federal, Márcio Rogério Garcia, para tratar sobre alguns impasses que vêm ocorrendo na Unidade Descentralizada de Vigilância Agropecuária Internacional de Uruguaiana no Porto Seco Rodoviário.

A videoconferência contou ainda com a participação do representante da Feaduaneiros, Fábio Ciocca, do chefe da seção - Serviço de Gestão Regional da 7ª Região, Rafael Martins, e do Chefe da Unidade de Vigilância Agropecuária de Uruguaiana, Diego Milano.

O encontro buscava o fortalecimento do setor através do diálogo com o Ministério Público, uma vez que este órgão busca contribuir para a transparência, eficácia e compromisso com as atividades do serviço público.

Em mais um encontro foi debatido o tema da redução de efetivo no âmbito do MAPA, este impasse está causando prejuízo às empresas e sobrecarregando os servidores ativos. Conforme já informado, a atividade vem apresentando forte expansão, visto que mesmo com a pandemia, não houve interferência no fluxo corrente de comércio internacional.

Justamente pelo fato do transporte vir realizando suas atividades de maneira ininterrupta, em prol do abastecimento da sociedade e para auxiliar no desenvolvimento da economia, que o comércio exterior reforça a importância de encontrar uma solução para este obstáculo que atrasa, onera e prejudica o setor que move o país.

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004