Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background
Slide background

No dia 19 de novembro, foi realizada em Foz do Iguaçu/PR, a Reunião do Conselho Empresarial de Transporte de Cargas do Mercosul, Bolívia e Chile – CONDESUL. Na ocasião estiveram presentes representantes da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

Durante o encontro, foi elaborado o pleito a ser apresentado na Reunião do Subgrupo de Trabalho nº 5 realizada de 20 a 22 de novembro, em Foz do Iguaçu/PR. Considerando a crise político-econômica vivenciada pelos países Bolívia e Chile, todos os países do conselho, reconhecendo a gravidade do momento e a possibilidade de vivenciá-lo futuramente, trataram como uma das pautas principais, a questão da segurança. A pauta foi discutida sob dois âmbitos: o primeiro relacionado às crises generalizadas e o segundo, tratando do roubo e furto de cargas, delito que tem sido preocupante para as transportadoras atualmente.

Diante disso, solicitou-se que em caso de convulsão social e demais eventos não previsíveis, que as autoridades garantam locais seguros para os veículos em geral, porém assegurando a prioridade de atendimento aos veículos carregados com produtos perigosos, cargas vivas e perecíveis. Ainda, foi reiterado que em casos que impeçam a continuação da viagem, que as transportadoras e seus veículos não sejam penalizados por infrações aduaneiras, de migração e/ou de transporte.

Sobre a situação de roubo e furto de cargas, considerando seu aumento significativo e o agravamento da situação das transportadoras diante dos custos com seguros, estadias, impostos suspensos e outros, o conselho solicitou que os Coordenadores Nacionais realizem gestões junto ao seu governo para que sejam tomadas as devidas providências.

O conselho também reiterou ao SGT-5, o documento do grupo apresentado no 1º Seminário de Técnicas e Práticas de Fiscalização do TRIC, realizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, em outubro deste ano. Na ocasião foram apresentadas observações referentes à fiscalização na operação do TRIC realizada pelos diversos agentes públicos dos países membros do MERCOSUL, considerando o levantamento feito junto as empresas associadas das entidades que fazem parte do conselho. Diante disso, o Conselho solicitou que este documento fosse considerado pelas delegações e que internamente, cada país, possa solucionar as demandas citadas.

Rua General Bento Martins, 2350
Uruguaiana - RS - Brasil
Cep: 97501-546
abti@abti.org.br

logoBoto

Siga-nos

face twitter in

+55 55 3413.2828
+55 55 3413.1792
+55 55 3413.2258
+55 55 3413.2004